Colégio Vital Brazil inaugura espaço destinado ao desenvolvimento de novas ideias

06/04/2020

No Fazedoria, alunos desenvolvem criatividade e habilidade na resolução de problemas.

 

Em um espaço exclusivo, os alunos do Vital Brazil têm a liberdade para criar tudo o que imaginarem. E, para ajudá-los nesse processo, são disponibilizados materiais como serrotes e martelos, cortadora a laser, impressoras 3D, material de artesanato, componentes eletrônicos, marcadores e notebooks. No entanto, as ferramentas mais importantes utilizadas pelos alunos são: as capacidades de planejamento e trabalho em equipe, a criatividade para solucionar problemas e a resiliência para aprender com os erros e recomeçar.

O novo ambiente do Vital Brazil é resultado de um projeto já desenvolvido pelo Colégio e tem como objetivo estimular a autonomia dos alunos e consolidar as práticas pedagógicas das aulas regulares, considerando que a criação de objetos demanda a aplicação de conteúdos aprendidos em sala de aula. Para desenvolver uma roldana, por exemplo, os alunos devem antes aprender sobre o funcionamento desse objeto e como ele possibilitou ao homem erguer objetos pesados utilizando menos força.

Nesse novo espaço, os alunos podem fazer cálculos, construir suas próprias roldanas e muitos outros objetos, colocando em prática todos os conhecimentos assimilados. Ainda que algumas invenções tenham dificuldade em sair do papel, há garantia do processo de aprendizado dos alunos. Mais do que simplesmente aprender, a Fazedoria privilegia um modelo de aprendizado com propósito, focado em investigar o que deu errado, corrigir e testar novamente, tornando o processo mais significativo e motivador.

A estrutura física, que conta com grandes mesas coletivas e ferramentas compartilhadas, foi projetada visando a estimular a criatividade e o trabalho coletivo. Ao realizar seus projetos, os alunos têm de atribuir diferentes responsabilidades para cada um e trocar ideias entre si. Os professores, por sua vez, apresentam os materiais à disposição da turma. Com o auxílio e sob a supervisão de um técnico, os alunos aprendem a manusear as ferramentas disponíveis e, a partir daí, ficam livres para dar vazão à imaginação e colocar em prática seus muitos planos e ideias.